Vamos conversar sobre moda consciente?

segunda-feira, junho 19, 2017


Heey! What´s up? // Olá! Como vai?

Já ouviu falar no termo "Slow Fashion"? Mas provavelmente você conhece inúmeras fast fashion não é? Em sua base "Slow Fashion" é a oposição a este conceito. Assim, uma moda lenta que promove qualidade em vez de quantidade ou preços baratos.

Mas por quê falar disso?

O mundo dos blogs me trouxe infinitos hábitos, alguns bons, outros nem tanto assim, um deles foi o consumo excesso de objetos importados. Devido ao meu antigo blog, até 2013, de acesso fácil, por muitas vezes de graça via permuta meu guarda roupa e minha vida se viu invadida de produtos da China.

Mesmo após conhecer o projeto Fashion Revolution eu continuava querendo obter peças provenientes do trabalho escravo, porque assim como eu você ignora este fato quando vê o preço. Porém, seja pela alta do dólar ou por falta de dinheiro eu não executava a compra. Porém, eu comecei a me sentir hipócrita por agir assim, mas foi somente após decidir mudar todas as áreas da minha vida, que a moda consciente realmente fez sentido pra mim.

Hoje eu entendo a importância de consumir melhor e consumir menos.

* Caso queira saber por que precisamos de uma revolução na moda, leia este post.


Base de pesquisa

O site slowdownfashion é um "guia de marcas locais e inovadoras, além de um espaço para divulgar e compartilhar novos projetos e ideias".

O objetivo?
Precisamos repensar a maneira que consumimos moda. A indústria têxtil é uma das maiores poluidoras do mundo. Todo ano, cerca de 80 bilhões de peças de vestuário são produzidas mundialmente gerando um enorme impacto ambiental. Além da questão ecológica, sabemos das terríveis condições de trabalho que estão presentes nessa indústria.

Enfim, não dá mais para ignorar os impactos gerados, precisamos consumir menos e fazer melhores escolhas.

E é exatamente essa a proposta do movimento Slow Fashion, é uma visão para a indústria têxtil e de moda com base na integridade ecológica e qualidade social através de produtos, prática de uso e relações.

Construir um relacionamento ético e justo, usar materiais locais e de qualidade, gerar menos impacto ambiental e adotar novas alternativas de consumo são alguns dos valores desse movimento.
No site você encontra também uma lista de marcas que investem na moda lenta, vale a pena dar uma conferida.

Compra em Brechó


Outro ponto importante dentro deste novo modelo de consumo é buscar também utilizar da produção já existente. Como por exemplo as peças de brechó, que em muitos dos casos estão praticamente novas e preferimos comprar peças novas e continuar alimentando o ciclo de produção mundial.

Eis que lhe apresento uma nova alternativa. E, pra quem é de Montes Claros temos o Brechó Vip Moc e Brechó das Amigas


Links úteis para se informar sobre o tema


//FOTOS F.R POR: Pedro Antônio Heinrich, Geo Cereça, Anry Kiriyama, Bianca de Lemos, Jana Brandolt, Bart Borges, Fabio Alt, Fernando Piccoli, Jaques Almeida, Juniê Conceição, Lufe Torres e Marla Pritsch.

Deixa ai nos comentários o que vocês pensam sobre consumo/moda consciente. Se souberem de blogs/sites sobre o assunto deixa aqui embaixo :)

You Might Also Like

0 comentários

Youtube

Instagram